RGM

O que é o seu projeto?: 

RGM ou Região Georreferenciada em Mapas é um projeto relacionado a mapeamento com foco na Microrregião de Capão Bonito, SP.

É um projeto sem fins lucrativos, e para atingir seus objetivos, faz e incentiva o uso de software livre ou gratuito e a plataforma de mapeamento colaborativo OSM ou OpenStreetMap.

Em poucas palavras, RGM se resume em “Acesso ao conhecimento”. Além de contribuir, RGM se beneficia do OpenStreetMap para desenvolver aplicações e ações direcionadas à realidade e comunidade local e incentivar o uso e as múltiplas aplicações desse mapa livre do mundo.

O trabalho principal é reunir dados sobre esta microrregião de forma aberta para que esses dados sejam públicos e promovam conhecimento, desenvolvimento e novos trabalhos.

Para que você possa não apenas conhecer, mas também participar e utilizar em seus trabalhos, estudos, negócios ou qualquer que seja seu projeto :)

Os dados de mapas levantados pelo RGM estão no OpenStreetMap, para que não só o RGM, mas outros projetos também possam ser desenvolvidos, e para que você também possa ajudar a construir um mapa cada vez melhor do mundo.

 

Logotipo do OpenStreetMap

 

Por que ele é importante?: 

O OpenStreetMap é muito útil, mas é importante que as regiões estejam mapeadas... e ainda existe muito a se fazer nesse sentido: Falta muita coisa para se mapear, muitas cidades estão vazias. A Microrregião de Capão Bonito tem muitos recursos naturais e potencial turístico e econômico, e o OSM é a base ideal para mapear tudo isso.

O OpenStreetMap permite muita coisa... Existem centenas de projetos em andamento graças ao OSM. Para todos os tipos de finalidades, como geoprocessamento, causas humanitárias, meio ambiente, roteamento e navegação GPS, serviços eletrônicos, turismo, simuladores 3D, Realidade Aumentada, trabalhos gráficos, etc.

Quais são os passos e estratégias para preparar seu projeto?: 
  • Começar a mapear a região: Água, Vegetação, Vias, Serviços e Comércio
  • Buscar parcerias entre órgaõs públicos municipais para obtenção de dados públicos e aplicação dos mapas do OpenStreetMap
  • Procurar parcerias com pesquisadores, estudantes, ONGs que precisem trabalhar com mapas
  • Criar um site para o projeto com um aplicativo que mostre pontos de interesse regionais de forma amigável ao visitante - fácil de pesquisar e que incentive o uso do OpenStreetMap
Público Alvo: 
Pessoas em geral, independente do nível de informática que conheçam
Tipo do projeto: 
Preservação da memória local
Posto do AcessaSP: 
Número esperado de participantes do projeto: 
0

RGM usando Git

Essa seria umas das coisas do tipo “eu deveria ter feito antes”, mas bem... o projeto passa agora a usar Git como sistema de controle de versão em alguns de seus trabalhos. Basicamente por essas razões:


Calendário 2015 com fotos colaborativas do Mapillary

[ English version ]

 

Continuando o post anterior, o calendário está disponível!! \o/

É um gerador de calendário de código aberto que permite que você gere um belo calendário de 2015 com a foto que você quiser escolher do site do Mapillary.


Calendário 2015 com fotos colaborativas do Mapillary

Como disse no post anterior, estou montando um mini projeto dentro do RGM que é um gerador de Calendário para o ano de 2015. A ideia é permitir que qualquer pessoa possa usar qualquer imagem do Mapillary para ilustrar seu calendário para o ano de 2015.

Depois de montar o esqueleto, ou protótipo, entrei em contato com a equipe do Mapillary para opiniões e esclarecimentos legais, e eles apoiaram a ideia :D


Linux para processar imagens em grandes escalas e quantidades

Em ambiente Linux é possível realizar tarefas incríveis, e com imagens não poderia ser diferente. Imagine centenas de imagens para tratar ou arquivos tão grandes que travariam seu computador tornando inviável abrir em um editor de imagens, mesmo tendo uma máquina “boa”... e poder fazer isso de braços cruzados ? Com Linux dá! :D


Gerador de calendário 2015 com fotos colaborativas do Mapillary

Que tal gerar um belo calendário de 2015 com fotos de sua região? Essa é a ideia do calendário 2015 do RGM.

O uso é simples: Escolha o modelo de calendário (individual para cada mês ainda não está disponível), navegue no site do Mapillary e pegue a chave (Key) da foto desejada para ilustrar o calendário.

Ainda em versão de testes. Acesse: https://projetorgm.com.br/calendario/


Trabalhos em andamento

 

No momento, dois novos trabalhos estão em andamento, relacionados à desenvolvimento.


Final do curso de OpenStreetMap

Mal ocorreu o primeiro dia, e o curso chegou ao final. Ocorreu nesse sábado, dia 29 de novembro, na ETEC Dr. Celso Charuri.

 

Agradecimentos à toda organização e dedicação da ETEC e em especial ao diretor Denis Maricato e ao professores e coordenadores Hérlon, Ailson, Cristina Beatriz; à pesquisadora Cristina Fachini da APTA Regional; ao apoio da Rede de Projetos do Programa Acessa SP; e é claro aos alunos :)

 


Investimentos para o final de ano

Final de ano, momento de alguns investimentos para garantir os trabalhos para o ano que vem. Embora seja um projeto sem fins lucrativos, ele requer gastos.

Depois do investimento com para dar mais estabilidade ao site do projeto (hospedagem paga), hora de renovar o domínio projetorgm.com.br/. Aproveitando, fiz um investimento em um certificado SSL para dar suporte a https ao site, para principalmente dar mais segurança ao site. Juntos, esses gastos somam um investimento de R$ 120,00.


Crie mapas impressos com dados do OpenStreetMap usando Field Papers

Field Papers é um projeto que permite que você produza mapas impressos baseados no mapa do OpenStreetMap de forma bem simples.

Mais do que isso, é um projeto continuado do Walking Papers, o que significa que os mapas impressos também podem ser usados para anotações e mapeamento no OpenStreetMap! Saiba mais -> http://fieldpapers.org/about.php

Alguns exemplos:

 


Um resumo de hoje...

 

Atualização do Guia de OpenStreetMap, com o material do segundo dia do curso disponível como guia em PDF → http://projetorgm.com.br/blog/guia-de-openstreetmap/

 


Mais uma dia de curso de OpenStreetMap

Neste sábado, dia 22 de novembro de 2014, foi o dia de mais uma parte do curso de OpenStreetMap. O tempo estava chuvoso, mas não foi contratempo para execução da atividade, onde o foco foi apresentar o editor mais completo do OpenStreetMap, o JOSM. Os alunos conheceram principais comandos e características desse editor, e algumas dicas de como mapear os principais elementos do mapa.


Tutoriais rápidos para aplicativos de coleta de dados GPS via celular / dispositivo móvel: KeyPad-Mapper

Saiu o Tutorial rápido de coleta de dados GPS com  KeyPad-Mapper, um aplicativo para dispositivos Android que torna fácil a tarefa de mapear números de endereços para o OpenStreetMap.

O tutorial pode ser conferido no final desta página http://projetorgm.com.br/blog/guia-de-openstreetmap/


Tutoriais rápidos para aplicativos de coleta de dados GPS via celular / dispositivo móvel: OSMTracker

Saiu o Tutorial rápido de coleta de dados GPS com  OSMTracker, um aplicativo para dispositivos Android que torna fácil a tarefa de mapear para o OpenStreetMap coletando dados atualizados.

O tutorial pode ser conferido no final desta página http://projetorgm.com.br/blog/guia-de-openstreetmap/


Primeiro dia do curso de OpenStreetMap

Hoje, dia 15 de novembro, foi o primeiro dia do curso de OpenStreetMap. O evento aconteceu na parte da manhã na ETEC Dr Celso Charuri.

Os alunos conheceram o portal openstreetmap.org e depois cada um criou uma conta de usuário, conferiram os fundamentos básicos para realizar contribuições no OpenStreetMap e utilizar os seus dados. No final, cada usuário colocou pontos de sua escolha no mapa de sua cidade.

 


Guia de OpenStreetMap disponível

A partir de agora está disponível um link para as três partes do Guia de OprenStreetMap do RGM em um só lugar, fiquem à vontade :D

http://projetorgm.com.br/blog/guia-de-openstreetmap/


Postos do Acessa no OpenStreetMap

Que tal ver os postos do Acessa no mapa do OpenStreetMap e consequentemente em centenas de aplicativos, sites e serviços derivados?

Até o momento, dez postos (cerca de 1%) estão no mapa. Com a doação de 1 minuto do seu tempo, podemos aumentar esse número... vamos nessa?

Basta acessar e confirmar seu posto -> http://www.projetorgm.com.br/mapear-postos/


Atualizando a apostila de OpenStreetMap

Atualizando a apostila de OpenStreetMap, dedicando aos detalhes de como editar o mapa direto do site do OSM através do editor ID.

Não deu tempo de fazer tudo, então fica pra terminar amanhã. :)

Para ver a apostila, confira nesse link -> http://rede.acessasp.sp.gov.br/blogada/curso-de-openstreetmap-parte-1


Curso de OpenStreetMap, parte 1 de 3

Um guia para quem deseja iniciar no mundo do OpenStreetMap.

A primeira parte (parte 1 de 3) é dedicada aos conceitos básicos para se mapear e pode ser conferida aqui - fique à vontade :) http://goo.gl/yrEmnG (GoogleDrive)

 

O curso é uma iniciativa em parceria do RGM com o projeto TRG - Turismo em Ribeirão Grande - http://rede.acessasp.sp.gov.br/projeto/trg

Post Anterior -> http://rede.acessasp.sp.gov.br/blogada/planejando-o-workshop-de

 


Continuando o mecanismo dos POIs

 

Continuando na ideia (http://rede.acessasp.sp.gov.br/blogada/manutencao-no-mecanismo-de-pois)...

Estou usando o software osmconverter para converter dados OSM (arquivo de mapa do OpenStreetMap) para CSV (planilha em texto puro) com uma relação dos dados mapeados para exibir no mapa regional do RGM.

O comando para fazer o osmconverter extrair e transformar em CSV, inclusive linhas, áreas e reações como nós únicos que usei foi esse:


Planejando o Curso de OpenStreetMap

Nesta sexta-feira, dia 24 de outubro às 19hs foi realizada uma reunião na ETEC Dr. Celso Charuri (Centro Paula Souza) em Capão Bonito para planejamento do Curso prático de OpenStreetMap.
O objetivo desse curso é apresentar o OpenStreetMap, como mapear e contribuir e se beneficiar de suas diversas aplicações, visando também utilidade na realidade local.
Na foto, da direita para esquerda estiveram presentes na reunião o diretor da ETEC Denis Maricato, coordenadora e professora na ETEC Cristina Beatriz e Cristina Fachinni da APTA Regional.


Divulgar conteúdo